Portal Gospel Play - O canal de conteúdos do cristão online!

No Brasil, pesquisa revela aumento de 73% nas taxas de suicídio nos últimos anos

Indicadores apontam que “alto envolvimento de uma pessoa com a religião diminui os riscos de suicídio"

Suicídio. (Imagem por heliofil de Pixabay)

Segundo dados do Ministério da Saúde, o suicídio tem crescido entre as causas de morte no Brasil, entre 2000 e 2016 as taxas de suicídio aumentaram 73% no país, passando de 6.780 mortes, para 11.736.

De acordo com o órgão, a taxa é maior entre homens, sendo 9,2 homens a cada 100 mil, para 2,4 mulheres a cada 100 mil. Quando comparadas com dados de 1980, é possível dizer que as taxas de suicídio entre homens aumentaram 100% e entre mulheres 20%.

A dificuldade de identificar pessoas com ideias suicidas é uma das maiores dificuldades para enfrentar o problema, até porque as causas podem ser tanto fatores biológicos, como psicológicos e sociais.

Segundo o Thomas Niederkrotenthaler, pesquisador do Center for Public Health, da universidade de Viena (Áustria), a falta de apoio psiquiátrico e acompanhamento precoce é um dos fatores para este aumento de casos de suicídio não apenas no Brasil, mas em todo o mundo.

“Embora fatores sociais sejam importantes, o suicídio se relaciona intimamente com outros fatores como depressão e problemas de saúde mental. Sabemos que cerca de 90% das pessoas que morrem de suicídio têm uma doença mental, e doenças mentais são tratáveis”, disse ele ao Gazeta do Povo.

A ajuda de pessoas próximas é importante para impedir casos de suicídio, avaliando sinais como problemas de relacionamento (identificados em 42% dos casos de suicídio nos Estados Unidos), crises, abuso de álcool, de drogas ou substâncias químicas, problemas físicos, financeiros, entre outros.

 

Entenda como a religião pode ajudar no combate e casos de suicídio

 

Um estudo realizado pela Universidade de Michigan, EUA, publicado no The Journal of Health and Social Behavior, diz que o envolvimento de uma pessoa com a religião diminui os riscos de suicídio.

A explicação seria rejeição moral do suicídio pela religião, além de níveis mais baixos de comportamentos agressivos.

Já na pesquisa do The American Journal of Psycology, os pacientes com quadros depressivos não afiliados a uma religião têm mais tentativas de suicídio se comparado aos afiliados.

Fonte

Portal Gospel Play, com informações de Gospel Prime via Gazeta do Povo
  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no WhatsApp

No Brasil, pesquisa revela aumento de 73% nas taxas de suicídio nos últimos anos

Portal Gospel Play, com informações de Gospel Prime via Gazeta do Povo

Segundo dados do Ministério da Saúde, o suicídio tem crescido entre as causas de morte no Brasil, entre 2000 e 2016 as taxas de suicídio aumentaram 73% no país, passando de 6.780 mortes, para 11.736.

De acordo com o órgão, a taxa é maior entre homens, sendo 9,2 homens a cada 100 mil, para 2,4 mulheres a cada 100 mil. Quando comparadas com dados de 1980, é possível dizer que as taxas de suicídio entre homens aumentaram 100% e entre mulheres 20%.

A dificuldade de identificar pessoas com ideias suicidas é uma das maiores dificuldades para enfrentar o problema, até porque as causas podem ser tanto fatores biológicos, como psicológicos e sociais.

Segundo o Thomas Niederkrotenthaler, pesquisador do Center for Public Health, da universidade de Viena (Áustria), a falta de apoio psiquiátrico e acompanhamento precoce é um dos fatores para este aumento de casos de suicídio não apenas no Brasil, mas em todo o mundo.

“Embora fatores sociais sejam importantes, o suicídio se relaciona intimamente com outros fatores como depressão e problemas de saúde mental. Sabemos que cerca de 90% das pessoas que morrem de suicídio têm uma doença mental, e doenças mentais são tratáveis”, disse ele ao Gazeta do Povo.

A ajuda de pessoas próximas é importante para impedir casos de suicídio, avaliando sinais como problemas de relacionamento (identificados em 42% dos casos de suicídio nos Estados Unidos), crises, abuso de álcool, de drogas ou substâncias químicas, problemas físicos, financeiros, entre outros.

 

Entenda como a religião pode ajudar no combate e casos de suicídio

 

Um estudo realizado pela Universidade de Michigan, EUA, publicado no The Journal of Health and Social Behavior, diz que o envolvimento de uma pessoa com a religião diminui os riscos de suicídio.

A explicação seria rejeição moral do suicídio pela religião, além de níveis mais baixos de comportamentos agressivos.

Já na pesquisa do The American Journal of Psycology, os pacientes com quadros depressivos não afiliados a uma religião têm mais tentativas de suicídio se comparado aos afiliados.