Portal Gospel Play - O canal de conteúdos do cristão online!

Polícia Civil mistura depoimentos e erro sugere contradição na versão de Flordelis

Depoimento de filho foi colocado por engano no relato de deputada a policiais

Flordelis, pastora, cantora e deputada federal

OUVIR NOTÍCIA

Diante das circunstâncias que envolve a morte do pastor Anderson do Carmo, um detalhe chamou a atenção durante a semana, onde dia após dia, surgem novas informações que ganham destaques nos principais veículos de comunicação.

O que foi apurado, é que houve um erro da Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo, responsável pela investigação do caso, criando uma falsa contradição no depoimento prestado pela deputada federal Flordelis dos Santos de Souza.

O jornal EXTRA constatou que o depoimento de um dos filhos da parlamentar, André Luiz de Oliveira, foi colado por engano no meio do relato de Flordelis.

No depoimento, André Luiz contou aos policiais o que estava fazendo no momento em que Anderson é assassinado, na garagem da casa da família.

O filho de Flordelis prestou depoimento no dia do crime, 16 de junho, às 10h35. Em seu relato à polícia, ele conta que estava dormindo “quando foi acordado pelo barulho de tiros”.

Ele disse aos policiais que mora perto de comunidades, por isso não achou que havia algo acontecendo e voltou a dormir. André disse ainda que alguns minutos depois, foi acordado por gritos vindos de sua casa e desceu para ver o que estava acontecendo. André Luiz conta que viu Anderson “caído no chão da garagem com vários ferimentos”.

A versão de André constou, por engano, no depoimento de Flordelis, colhido cerca de sete horas após o dele. Em seu relato nesse dia, a pastora contou que no momento em que Anderson foi assassinado, ela estava no quarto de um de seus filhos, conversando com o neto Ramon.

A pastora afirmou ainda que foi impedida por seus filhos de descer para ver o que havia ocorrido. A mesma versão foi mantida por ela no depoimento seguinte, na DH, no dia 24 de junho.

                           Portal Gospel Play - Caso Flordelis

                        Depoimentos de Flordelis foi editado com erros (Foto: Reprodução)


A assessoria de imprensa da Polícia Civil confirmou André foi ouvido no mesmo dia que a pastora e que, por erro material, o texto do depoimento de constou no termo de declarações da deputada.

Em nota, a deputada federal Flordelis afirmou que o “erro grosseiro” foi veiculado no RJ2, da TV Globo, e que espera uma retratação.

“Erro grosseiro no RJ2, veio à tona numa Matéria do jornal Extra do mesmo grupo. Hoje, o RJ2, da TV Globo, noticiou o que seriam contradições em meus depoimentos. Em contato com a minha assessoria de imprensa, sem explicar o conteúdo do que seria vinculado, pediram uma posição minha falando em contradições, sem afirmar quais, e reafirmei que apenas disse a absoluta verdade na delegacia. A bem da verdade, o jornal Extra acaba de desmentir o que foi vinculado. Espero que o RJ2 cumpra o seu papel de informar e conserte o erro”, disse a nota.


Veja mais!

Filho afirma que Flordelis planejou a morte e quebrou o celular

Fonte

Portal Gospel Play, com informações de Folha Gospel via O Globo e Pleno News
  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no WhatsApp

Polícia Civil mistura depoimentos e erro sugere contradição na versão de Flordelis

Portal Gospel Play, com informações de Folha Gospel via O Globo e Pleno News

Diante das circunstâncias que envolve a morte do pastor Anderson do Carmo, um detalhe chamou a atenção durante a semana, onde dia após dia, surgem novas informações que ganham destaques nos principais veículos de comunicação.

O que foi apurado, é que houve um erro da Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo, responsável pela investigação do caso, criando uma falsa contradição no depoimento prestado pela deputada federal Flordelis dos Santos de Souza.

O jornal EXTRA constatou que o depoimento de um dos filhos da parlamentar, André Luiz de Oliveira, foi colado por engano no meio do relato de Flordelis.

No depoimento, André Luiz contou aos policiais o que estava fazendo no momento em que Anderson é assassinado, na garagem da casa da família.

O filho de Flordelis prestou depoimento no dia do crime, 16 de junho, às 10h35. Em seu relato à polícia, ele conta que estava dormindo “quando foi acordado pelo barulho de tiros”.

Ele disse aos policiais que mora perto de comunidades, por isso não achou que havia algo acontecendo e voltou a dormir. André disse ainda que alguns minutos depois, foi acordado por gritos vindos de sua casa e desceu para ver o que estava acontecendo. André Luiz conta que viu Anderson “caído no chão da garagem com vários ferimentos”.

A versão de André constou, por engano, no depoimento de Flordelis, colhido cerca de sete horas após o dele. Em seu relato nesse dia, a pastora contou que no momento em que Anderson foi assassinado, ela estava no quarto de um de seus filhos, conversando com o neto Ramon.

A pastora afirmou ainda que foi impedida por seus filhos de descer para ver o que havia ocorrido. A mesma versão foi mantida por ela no depoimento seguinte, na DH, no dia 24 de junho.

                           Portal Gospel Play - Caso Flordelis

                        Depoimentos de Flordelis foi editado com erros (Foto: Reprodução)


A assessoria de imprensa da Polícia Civil confirmou André foi ouvido no mesmo dia que a pastora e que, por erro material, o texto do depoimento de constou no termo de declarações da deputada.

Em nota, a deputada federal Flordelis afirmou que o “erro grosseiro” foi veiculado no RJ2, da TV Globo, e que espera uma retratação.

“Erro grosseiro no RJ2, veio à tona numa Matéria do jornal Extra do mesmo grupo. Hoje, o RJ2, da TV Globo, noticiou o que seriam contradições em meus depoimentos. Em contato com a minha assessoria de imprensa, sem explicar o conteúdo do que seria vinculado, pediram uma posição minha falando em contradições, sem afirmar quais, e reafirmei que apenas disse a absoluta verdade na delegacia. A bem da verdade, o jornal Extra acaba de desmentir o que foi vinculado. Espero que o RJ2 cumpra o seu papel de informar e conserte o erro”, disse a nota.


Veja mais!

Filho afirma que Flordelis planejou a morte e quebrou o celular

Fale conosco!

Encaminhe sua mensagem, assim que possível estaremos te respondendo ;)