Portal Gospel Play - O canal de conteúdos do cristão online!

Damares Alves denuncia revista online que orienta como fazer um aborto

A ministra entende que a matéria é perigosa para meninas e mulheres, e diz que o conteúdo se trata de apologia ao crime

Ministra Damares Alves. (Foto: Reprodução / YouTube)

OUVIR NOTÍCIA

A ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, confirmou, nesta quinta-feira (19), que encaminhou denúncia às “autoridades competentes” após revista feminista publicar reportagem com o passo a passo para mulheres abortarem seus bebês.

“Como é feito um aborto seguro?” é o título da manchete de uma matéria publicada no site da revista AzMina, na tarde de quarta-feira (18). No texto, a jornalista Helena Bertho apresenta o “protocolo recomendado pela OMS para o aborto” utilizando uma determinada marca de remédio.

Após a publicação, a matéria foi alvo de críticas intensas no Twitter, com muitos usuários alertando a Polícia Federal (PF) e o Ministério Público Federal (MPF), já que o aborto é crime no Brasil.

Em postagem na mesma rede social, Damares classificou o texto como uma “apologia ao crime e que pode colocar tantas meninas e mulheres em risco”.

“Já encaminhei a denúncia às autoridades competentes. Esperamos uma resposta rápida. Liberdade de expressão é uma coisa. Isso aí é apologia ao crime e pode matar meninas e mulheres”, acrescentou a ministra.

 

Fonte

Portal Gospel Play, com informações de Guiame via Twitter
  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no WhatsApp

Damares Alves denuncia revista online que orienta como fazer um aborto

Portal Gospel Play, com informações de Guiame via Twitter

A ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, confirmou, nesta quinta-feira (19), que encaminhou denúncia às “autoridades competentes” após revista feminista publicar reportagem com o passo a passo para mulheres abortarem seus bebês.

“Como é feito um aborto seguro?” é o título da manchete de uma matéria publicada no site da revista AzMina, na tarde de quarta-feira (18). No texto, a jornalista Helena Bertho apresenta o “protocolo recomendado pela OMS para o aborto” utilizando uma determinada marca de remédio.

Após a publicação, a matéria foi alvo de críticas intensas no Twitter, com muitos usuários alertando a Polícia Federal (PF) e o Ministério Público Federal (MPF), já que o aborto é crime no Brasil.

Em postagem na mesma rede social, Damares classificou o texto como uma “apologia ao crime e que pode colocar tantas meninas e mulheres em risco”.

“Já encaminhei a denúncia às autoridades competentes. Esperamos uma resposta rápida. Liberdade de expressão é uma coisa. Isso aí é apologia ao crime e pode matar meninas e mulheres”, acrescentou a ministra.

 

Fale conosco!

Encaminhe sua mensagem, assim que possível estaremos te respondendo ;)