Portal Gospel Play - O canal de conteúdos do cristão online!

Após 85 anos ateu toma a melhor decisão de sua vida e se rende a Jesus

Bill Hayden é um ex-político e foi um ateu por toda a sua vida, mas aos 85 anos se converteu ao cristianismo

Bill Hayden. (Foto: Reprodução)

OUVIR NOTÍCIA

Depois de passar a maior parte de sua vida vivendo como ateu, Bill Hayden, um ex-político australiano com 85 anos se converteu ao cristianismo.

Hayden foi criado por uma amorosa mãe católica e um violento pai que era ateu. A forte oposição de seu pai à religião teve uma influência muito grande sobre Hayden durante toda a sua vida. 

O ex-ateu marcou sua passagem pela marinha e também na polícia australiana, logo após iniciou sua carreira política junto ao Partido Trabalhista Australiano, de ideologia social-democrata. Entre 1989 e 1996, chegou a ser governador-geral da Austrália, exercendo poder executivo na Comunidade das Nações.

Hayden explicou que vários fatores contribuíram para seu ateísmo. “Meu pai era um ateu convicto. Noé e a Arca era uma história de pescador. Eles não saberiam como construir navios tão grandes e pegar um de cada criatura. Elas não conseguiriam cortar a madeira, tábuas enormes, e não saberiam como fazer chapas de aço. Eu não acreditava nisso”, contou ao programa Star of the World.

Sua antipatia pela igreja se fortaleceu após a morte de sua filha de 5 anos, Michaela, que foi atropelada enquanto voltava da escola dominical em 1966.

Hayden não encontrou consolo com o que ouvia. “As pessoas me diziam: Deus faz coisas que não podemos compreender e você não deve perguntar por quê. Ele fez isso por uma boa razão”, ele lembra.

Ele passou a ter uma compreensão maior sobre fé no período em que estabeleceu o sistema de saúde público da Austrália, o Medicare. Enquanto era pressionado pela responsabilidade de implantar o novo sistema, ele conheceu um pouco sobre o cristianismo através da administradora do Hospital Mater em Brisbane, a freira Angela Mary Doyle.

Hayden lembrou de ter uma conversa com sua esposa, Dallas, após lutar por algum tempo contra as suas mudanças. “Eu não sei se posso continuar fazendo isso. Eu disse a ela que queria mudar”, disse ele. “Foi uma grande reviravolta sair de onde estive por tantos anos e para o que passei a acreditar. Não foi fácil para mim mudar minha crença para a crença cristã”.

Quando perguntado sobre que conselho poderia dar a outros que estão considerando a conversão ao cristianismo, Hayden disse: “Se você está pensando sobre isso, o que eu vinha fazendo há algum tempo, pare de pensar — faça algo a respeito”.

“Eu me sinto melhor agora, no meu corpo e em minha mente”, acrescentou. “Eu sou parte da igreja e me sinto melhor por reconhecer que eu sou apenas mais um ser humano falível. Há apenas uma estrela em nossas vidas, é Jesus Cristo”, concluiu.

Fonte

Portal Gospel Play, com informações de Guiame via CBN NEWS
  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no WhatsApp

Após 85 anos ateu toma a melhor decisão de sua vida e se rende a Jesus

Portal Gospel Play, com informações de Guiame via CBN NEWS

Depois de passar a maior parte de sua vida vivendo como ateu, Bill Hayden, um ex-político australiano com 85 anos se converteu ao cristianismo.

Hayden foi criado por uma amorosa mãe católica e um violento pai que era ateu. A forte oposição de seu pai à religião teve uma influência muito grande sobre Hayden durante toda a sua vida. 

O ex-ateu marcou sua passagem pela marinha e também na polícia australiana, logo após iniciou sua carreira política junto ao Partido Trabalhista Australiano, de ideologia social-democrata. Entre 1989 e 1996, chegou a ser governador-geral da Austrália, exercendo poder executivo na Comunidade das Nações.

Hayden explicou que vários fatores contribuíram para seu ateísmo. “Meu pai era um ateu convicto. Noé e a Arca era uma história de pescador. Eles não saberiam como construir navios tão grandes e pegar um de cada criatura. Elas não conseguiriam cortar a madeira, tábuas enormes, e não saberiam como fazer chapas de aço. Eu não acreditava nisso”, contou ao programa Star of the World.

Sua antipatia pela igreja se fortaleceu após a morte de sua filha de 5 anos, Michaela, que foi atropelada enquanto voltava da escola dominical em 1966.

Hayden não encontrou consolo com o que ouvia. “As pessoas me diziam: Deus faz coisas que não podemos compreender e você não deve perguntar por quê. Ele fez isso por uma boa razão”, ele lembra.

Ele passou a ter uma compreensão maior sobre fé no período em que estabeleceu o sistema de saúde público da Austrália, o Medicare. Enquanto era pressionado pela responsabilidade de implantar o novo sistema, ele conheceu um pouco sobre o cristianismo através da administradora do Hospital Mater em Brisbane, a freira Angela Mary Doyle.

Hayden lembrou de ter uma conversa com sua esposa, Dallas, após lutar por algum tempo contra as suas mudanças. “Eu não sei se posso continuar fazendo isso. Eu disse a ela que queria mudar”, disse ele. “Foi uma grande reviravolta sair de onde estive por tantos anos e para o que passei a acreditar. Não foi fácil para mim mudar minha crença para a crença cristã”.

Quando perguntado sobre que conselho poderia dar a outros que estão considerando a conversão ao cristianismo, Hayden disse: “Se você está pensando sobre isso, o que eu vinha fazendo há algum tempo, pare de pensar — faça algo a respeito”.

“Eu me sinto melhor agora, no meu corpo e em minha mente”, acrescentou. “Eu sou parte da igreja e me sinto melhor por reconhecer que eu sou apenas mais um ser humano falível. Há apenas uma estrela em nossas vidas, é Jesus Cristo”, concluiu.

Fale conosco!

Encaminhe sua mensagem, assim que possível estaremos te respondendo ;)