Portal Gospel Play - O canal de notícias do cristão online!

MENU
Logo
Quinta, 15 de abril de 2021
Publicidade
Publicidade

Mundo Cristão

Pastor que queria ser arrebatado ou morrer na igreja sofre ataque cardíaco fulminante no púlpito

O pastor Robert Lee Hamilton da Golden Gate Cathedral Church of God In Christ falava do desejo há cinco anos.

Publicidade
Publicidade
Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

O pastor Robert Lee Hamilton, da Golden Gate Cathedral Church of God In Christ, em New Albany, Mississippi, nos EUA, pelo menos, nos últimos cinco anos dizia para a sua família e fiéis da igreja que ele queria ser arrebatado ou morrer pregando a palavra na igreja.

E foi exatamente o que aconteceu no último domingo, 7, o querido pai de seis filhos realizou seu desejo aos 84 anos. Ele sofreu um ataque cardíaco fulminante depois de pregar um sermão sobre santidade e mais tarde foi declarado morto em um hospital às 13h17, hora local, de acordo com seu filho Norman Hamilton, que estava presente na ocasião.

“Ele tem falado isso e tem sido seu testemunho por pelo menos cinco, seis anos ou mais. Ele disse: ‘Se eu não for arrebatado na igreja … quero morrer no púlpito enquanto prego a palavra’. Essa seria a sua maneira de morrer, e foi isso que Deus fez”, disse Norman.

“Ele disse: ‘Não quero ficar em casa, não quero estar no hospital. Se eu não morrer, quero que o Senhor me arrebate, mas se não, quero morrer na igreja pregando a palavra’”.

Uma semana antes, a igreja que o pastor Hamilton liderou por mais de 45 anos fez uma apresentação sobre a conscientização sobre doenças cardíacas.

“Dr. Smith nos disse como podemos ser mais ativos e como prevenir doenças cardíacas”, observou a igreja em um post no Facebook em 1º de março.

Mais ou menos na mesma época, Hamilton disse que seu pai parecia “meio fraco”. Como ele nunca soube que seu pai era um homem doente, sua morte no domingo foi chocante.

“Ele foi uma grande força durante toda a minha vida, desde que o conheço. Nunca tinha ido ao hospital ou algo assim, nunca esteve doente. Ele entrou na igreja ontem, sentindo-se bem, falando, e ele se sentou no púlpito em sua cadeira por volta da 1 hora. [Então], ele olhou para o céu como se olhasse para o Paraíso, e ele morreu; como se ele tivesse tido um ataque cardíaco fulminante ali mesmo”, disse Hamilton sobre seu pai.

Toda a congregação de pouco mais de 200 pessoas foi alertada sobre a emergência do pastor porque ele ainda segurava o microfone quando se sentou, mas o deixou cair porque seu coração falhou.

“Ele deixou o microfone ligado. É assim que sabíamos. O microfone caiu no chão. Todos olharam para cima e nós o vimos e ele estava caído”, disse Hamilton.

O filho enlutado disse que parecia que seu pai havia de alguma forma pressentido o que estava por vir, porque seu sermão final falando sobre santidade foi sério.

“Santidade – essa foi a sua mensagem. Ele estava dizendo aos membros que você tem que ser salvo e cheio do Espírito Santo para chegar ao Céu: ‘Espere, segure o que você tem.’ Essa foi sua mensagem final para a igreja antes de se sentar”, disse ele. “Ele estava tipo, ‘Prepare-se!’ Foi uma sensação estranha como se ele soubesse o que estava acontecendo.”

Hamilton disse que quando seu pai desmaiou, muitas pessoas tentaram reanimá-lo e houve muito choro.

“Foi um caos. Estava gritando. Todo mundo correu até ele para cuidar dele. Fizeram reanimação cardiorrespiratória, tudo”, disse ele.

Sky Wilson, um jovem diácono da Golden Gate Cathedral que também trabalha na Serenity Funeral Homes, Inc, a empresa que cuida dos preparativos para o funeral, saudou seu falecido pastor como “um grande homem de Deus”.

“Não sei o que dizer ou começar. Eu simplesmente sou grato por ter um grande homem de Deus em minha vida, ninguém menos que meu superintendente, médico, pastor, pai espiritual, figura paterna; Superintendente Sr. Robert L. Hamilton, estou feliz por ter você em minha vida por 11 anos”, publicou Wilson em um post no Facebook.

“Você tem sido minha orientação todos esses anos. Você me pegou nos braços e me conduziu pelo caminho certo. Ensinou-me tudo o que preciso saber sobre ser salvo, santificado e cheio com o Espírito Santo, cortar grama, plantar um jardim, ser um bom diácono, como tratar uma mulher e me preparar para quando me casar. Trabalho feito!! Estou em paz sabendo que você está em um lugar muito melhor!! Eu te amo muito!!”, escreveu ele.

Quando solicitado a descrever seu pai, Norman Hamilton disse que ele era um “homem incrível” que “cuidava de sua família”.

“Ele amava sua esposa. Ele foi casado com uma esposa por 63 anos este ano”, disse o filho. “Sem filhos fora do casamento. Ele era um homem santo, um homem incrível. Ele foi salvo e santificado aos 16 anos de idade. Ele tem caminhado com o Senhor desde então. Ficamos em choque. Ele estava bem e, de repente, estava morto”, concluiu.

Veja mais!

Seja edificado(a) através das mensagens pastorais dos colunistas

 

ACOMPANHE NO FACEBOOK

 

Fonte/Créditos: Portal Gospel Play, com informações de Folha Gospel com informações de The Christian Post

Créditos (Imagem de capa): Pastor Robert Lee Hamilton morreu no púlpito da sua igreja, após pregação. (Foto: Divulgação).

Comentários:

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Encaminhe sua mensagem, assim que possível estaremos te respondendo ;)